Publicado em Deixe um comentário

O avanço da Columbofilia Nacional dentro dos mais rigorosos padrões Sanitários nacional e internacional.

O Comitê Técnico da FCB se preocupa em buscar padrões sanitários rigorosos junto aos seus Clubes Filiados, para evitar a disseminação de enfermidades, buscamos profissionalmente desempenhar o papel de orientação e de fiscalização em nossas Competições, visando atender todos os padrões exigidos pelos Órgãos Públicos.

Algumas investidas propagadas por criadores não oficiais não nos causarão qualquer tipo de preocupação em respeito aos princípios éticos, morais e aos bons costumes, as quais repudiamos veementemente.

A Entidade tem âmbito Nacional, exercendo os seus fins e competências em todo o Território Nacional. Na realização de seus objetivos, à Federação Columbófila Brasileira, compete orientar, difundir, estimular e fiscalizar a criação e o emprego desportivo do pombo-correio, cumprir e fazer cumprir as leis, instruções, regulamentos e demais atos pertinentes à columbofilia, emanados dos Órgãos Públicos; além de interceder perante os Poderes Públicos em defesa dos direitos e interesses legítimos dos Criadores Oficiais. (artigo 4º, do Estatuto Social). 

Quanto a disseminação de informações impróprias e desprovidas de conhecimentos, principalmente de que, a Federação Columbófila Brasileira, fez denúncias, é uma inverdade absoluta daqueles que não possuem conhecimentos técnicos e jurídicos, sem que ocorresse, primeiramente, qualquer tipo de verificação da veracidade dos fatos.  

Nas ocorrências de fiscalização da DSA/VS em pombais pertencentes aos sócios de Clubes filiados a Federação Columbófila Brasileira, denominados Criadores Oficiais, será oferecido todo o suporte necessário e desempenharemos nosso papel de orientação e intervenção técnica e jurídica para todos aqueles que porventura venham sofrer qualquer tipo de fiscalização.  

Contudo, é do conhecimento de todos da existência de doenças espalhadas em várias partes do país por criadores irresponsáveis que não cuidam de seus animais e pombais, não seguem as boas práticas de higienização e cuidados recomendados, apenas fazem “vistas grossas” aos fatos que vem surgindo em grande escala.   

A nossa intenção é primordial, a de promover o avanço da Columbofilia Nacional dentro dos mais rigorosos padrões sanitários, não apenas em um determinado Estado, o que reforça a posição da Federação Columbófila Brasileira que este relato de focos de enfermidades não é uma denúncia específica para a Columbofilia do Estado do Rio de Janeiro e sim, uma preocupação com a Columbofilia Nacional. 

Tal atitude ratifica o compromisso da FCB com o estabelecimento de normas e procedimentos Sanitários nacional e internacional, necessários para um desenvolvimento da Columbofilia Brasileira.

Dr. Cláudio Manoel Molina Boriola

Presidente

Dr. Adriano O. T. Carrasco

Assessor Técnico

Roberto Carlos de Souza

Secretário Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *