21/08/2020 16 Comments

Prezados Senhores Associados,

Ref: Assistência Cooperada Emergencial aos Clubes Associados à FCB de BH e Região.

A FCB através de sua Diretoria vem informar que chegou ao conhecimento na data de ontem 21/08/2020), que na região metropolitana de Belo Horizonte está passando por surto de uma “doença desconhecida” colocando várias colônias de criadores em risco.

Por esse motivo acionamos imediatamente o Dr. Adriano Carrasco, PhD e especialista no desenvolvimento de estudos de doenças infecciosas e parasitárias da UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro Oeste de Guarapuava/PR, (a qual está em fase final de assinatura do Convênio de Cooperação com a FCB), para as devidas providências no sentido de orientar todos os Associados o que deverá ser feito momentaneamente, evitando assim a proliferação da “doença desconhecida”, bem como na realização dos estudos necessários, todos os custos para a realização dos exames, serão custeados pela FCB, em razão da urgência e da necessidade.

Segundo recomendações do Médico Veterinário e especialista, Dr. Adriano Carrasco, todos os criadores devem isolar as aves que aparentam comportamento adverso, isso evitará o contágio para as demais aves e a proliferação da doença, até a descoberta do que realmente está ocorrendo.

Solicitamos aos Senhores Dirigentes entrar em contato diretamente com a pessoa do Presidente da FCB para as deliberações necessárias.

Dr. Cláudio Manoel Molina Boriola – Presidente

Roberto Carlos de Souza – Secretário Geral

Fonte: Assessoria de Comunicação – FCB

16 Comments

  1. Ricardo caires
    21/08/2020

    se a doença e desconhecido
    quais são os sintomas aparentados
    se não tem exemplo como vamos saber que a colônia pode estar com riscos

    Responder
    • Agradecemos a sua participação no site da FCB.

      Quanto as suas dúvidas, as mesmas poderão serem esclarecidas oportunamente após a total ação do Médico Veterinário responsável, ele certamente saberá orientar a todos de como proceder.

      Equipe FCB

      Responder
      • João Carlos
        21/08/2020

        Esse surto não é o primeiro no estado de MG. A grande dúvida hoje é, os procedimentos adotados em massa anteriormente e repetindo tal no momento pelos columbofilos de MG em especial por Bh, vacinando os pombos com a vacina de Newcastle é o correto. Qual o agravo isso pode trazer mediante ao surto recorrente, diante as autoridades Sanitárias dos Estados tomarem ciência de tal surto.

        Responder
    • Marlon
      21/08/2020

      Se acontecer aí pode ter certeza que vc Vai saber, tomara que chegue até aí

      Responder
  2. Marlon
    21/08/2020

    Parabéns a fcb por nós apoiar nesse momento e que possamos sanciona esse problema o mais breve possível

    Responder
  3. Nova DIRETORIA esta de parabéns trabalhando MUITO
    Juntos somos mais forte

    Responder
  4. Joel Miranda
    21/08/2020

    Parabéns a nova diretoria da FCB pelo trabalho sério.

    Responder
  5. Agamenon
    21/08/2020

    Começo a pensar que, a Columbofilia Brasileira tem jeito. Vamos aguardar para ver onde chegaremos.
    Os clubes necessitam do apoio da FCB em todos os sentidos. Essa é a primeira ação nesse sentido.
    Até aqui estão de Parabéns

    Responder
  6. Antônio Carlos Antunes Fonseca
    22/08/2020

    Gostaria de parabenizar a FCB por essa iniciativa de apoiar os clubes num momento difícil e cheio de incertezas .
    Doença difícil eu por exemplo devido a situação fui obrigado a abandonar a temporada faltando 1 prova pra finalizar a modalidade de meio fundo e na vice liderança do
    geral .

    Responder
    • Prezado Antônio Carlos, agradecemos pela confiança e apoio fornecido a sua Federação.

      Conte sempre conosco.

      Equipe FCB

      Responder
  7. Nico livramento
    23/08/2020

    Bom dia senhores columbófilos, qdo fiz o columbódromo em 2019 apareceu este problema em alguns pombos que vieram de BH.
    Mas o columbódromo tem 16 pombais e isolei os doentes.
    Consegui a vacina contra a Newcastle e com o tratamento com Enrofloxacina consegui controlar o surto. Acredido ser uma mutação do vírus da Newcastle, pois com as vacinações contínuas consegui debelar a doença.

    Responder
    • Prezado kiko, agradecemos pela confiança e apoio fornecido a sua Federação.

      Seus comentários é de grande valia e visa colaborar com a equipe de Veterinários designados para a busca e solução do problema apresentado em Belo Horizonte e região metropolitana.

      Conte sempre com os préstimos e apoio da sua Federação.

      Equipe FCB

      Responder

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.