Brasil registra primeiros casos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade em aves silvestres, Mapa e FCB alerta para cuidados

Prezados sócios da Federação Columbófila Brasileira,

Hoje, gostaríamos de trazer à vossa atenção uma importante notícia divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sobre a detecção dos primeiros casos do vírus da Influenza Aviária de Alta Patogenicidade – H5N1 em duas aves silvestres no litoral do Espírito Santo. Esses casos representam os primeiros registros de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) no Brasil.

É essencial destacar que a notificação da infecção pelo vírus da IAAP em aves silvestres não afeta a condição do Brasil como país livre de IAAP, e os demais países membros da Organização Mundial da Saúde Animal (OMSA) não devem impor proibições ao comércio internacional de produtos avícolas brasileiros.

A influenza aviária, conhecida como gripe aviária, é uma doença viral altamente contagiosa que afeta principalmente aves silvestres e domésticas, incluindo pombos-correios. No momento, estamos enfrentando a maior pandemia de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade, e a maioria dos casos está relacionada ao contato entre aves silvestres migratórias e aves de subsistência, de produção ou aves silvestres locais.

Diante dessa situação, é importante ressaltar a necessidade de intensificar as medidas de prevenção e biossegurança na criação de aves. As ações de comunicação sobre a doença e as principais medidas de prevenção serão intensificadas para conscientizar e sensibilizar a população em geral e os criadores de aves, enfatizando a imediata notificação de casos suspeitos da doença e o reforço das medidas de biosseguridade na produção avícola.

É fundamental que todos estejam atentos e, ao avistar aves doentes, acionem o serviço veterinário da Federação Columbófila Brasileira ou realizem a notificação por meio do e-Sisbravet. Porém, é importante ressaltar que a doença não é transmitida pelo consumo de carne de aves e nem de ovos.

O Ministério da Agricultura e Pecuária já notificou a OMSA sobre a detecção e está prontamente respondendo a questionamentos da sociedade. O ministro Carlos Fávaro declarou estado de alerta, visando aumentar a mobilização do setor privado e de todo o serviço veterinário oficial para incrementar a preparação nacional e aumentar a vigilância sobre a pandemia de IAAP.

Recomendamos que todos os nossos sócios estejam atentos às informações e orientações fornecidas pelo MAPA, bem como sigam as diretrizes de biosseguridade em suas criações conforme recomendações dos nossos colaboradores, Médicos Veterinários Dr. Adriano Carrasco da UNICENTRO e Dr. Guilherme Marietto da DocBird.

A prevenção é fundamental para garantir a saúde de nossas aves e o sucesso de nossa columbofilia.

Em vista da recente Portaria emitida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em 15/03/2023, faz-se necessário trazer a vossa atenção a uma importante recomendação relacionada à soltura de pombos-correios.

Informamos que, de acordo com a referida Portaria, a soltura de pombos-correios para treinos, competições ou transportes está temporariamente proibida em todo o território nacional. Tal medida visa resguardar a saúde das aves e prevenir a disseminação de possíveis doenças, protegendo assim a avicultura nacional.

Ressaltamos que a não obediência a essa determinação pode caracterizar o crime de desobediência, estando sujeito às penalidades previstas em lei.

A Federação Columbófila Brasileira (FCB) reforça que não se responsabilizará por eventuais infrações cometidas por seus sócios no que diz respeito ao descumprimento da Portaria emitida pelo MAPA. É fundamental que cada criador assuma a sua responsabilidade em cumprir as normas estabelecidas e contribua para a preservação da saúde de nossos pombos-correios.

Estamos atentos às atualizações e orientações do MAPA e manteremos todos os sócios informados sobre quaisquer mudanças ou flexibilizações nas restrições vigentes. Contamos com a compreensão e colaboração de todos para enfrentarmos juntos esse desafio e garantir a segurança e o bem-estar de nossas aves.

Caso haja dúvidas ou necessidade de esclarecimentos adicionais, recomendamos que entrem em contato com a Secretaria da FCB através do e-mail [email protected].

Agradecemos a cooperação de todos nesse momento delicado e reafirmamos nosso compromisso em zelar pelo bem-estar dos pombos-correios e pela integridade da columbofilia brasileira em todo o país.

Lembramos a importância de permanecer atualizados e vigilantes diante dessa situação, e juntos, como uma comunidade columbófila comprometida, enfrentaremos quaisquer desafios que possam surgir.

Atenciosamente,

A Diretoria da Federação Columbófila Brasileira

Para mais informações detalhadas, convidamos todos a acessarem o link oficial do MAPA: Brasil registra primeiros casos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade em aves silvestres, Mapa alerta para cuidados — Ministério da Agricultura e Pecuária (www.gov.br)

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/sanidade-animal-e-vegetal/saude-animal/programas-de-saude-animal/pnsa/influenza-aviaria

Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário

Rolar para cima
Abrir bate-papo
Criador, precisa de ajuda?
FEDERAÇÃO COLUMBÓFILA BRASILEIRA
Olá Columbófilo 👋
Bem-vindo(a) à FCB BR!
Onde a Paixão se Encontra e a Comunidade se Fortalece!